preloader

Corvos cobras chacais

product-img
product-img
product-img
product-img

Corvos cobras chacais

14.00€
Sinopse

Corvos Cobras Chacais nasceu de uma sequência alargada de poemas em prosa e constituiu um capítulo participante da antologia ‘A dor concreta’ (ed. Tinta da China) do poeta António Carlos Cortez, em uma prévia de um livro futuro, este que agora se nos apresenta. Bem reconhece Pedro Mexia quando diz que ‘depois de Daniel Faria não houve na poesia mais recente em Portugal quem arriscasse em construir um tom elevado e ao mesmo tempo realista e concreto, algo em que Cortez é exímio’. Em ‘Corvos Cobras Chacais’, Cortez maneja a forma poética para falar de uma forma inesquecível, indelével, daquilo que mais nos assombra: da crueldade da vida e da passividade dos homens.

Sobre o autor: António Carlos Cortez, é poeta, professor de Literatura Portuguesa, crítico e ensaísta. Colaborador permanente, com crítica de poesia, no Jornal de Letras, nas revistas Colóquio-Letras (Fundação Calouste Gulbenkian), Relâmpago (Fundação Luís Miguel Nava), Agio (Ed. Artefacto), Pessoa – revista da Casa Fernando Pessoa e Letras Convida – revista de artes, literatura e cultura do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Investigador pelo mesmo centro, CLEPUL, e do Instituto de Estudos do Modernismo, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Publicou diversos sete livros de poesia. Em 2005 publicou ‘Nos Passos da Poesia – estudos sobre a pedagogia do texto lírico’. É conselheiro para a leitura do Clube UNESCO, em Portugal. Prepara doutoramento em Estudos Portugueses – poesia contemporânea (sobre a poesia de Gastão Cruz). Em 2018 ganhou o Prémio Teixeira de Pascoaes, e a obra ‘Corvos Cobras Chacais’ foi indicada semifinalista no Prémio Oceanos 2018.

Vencedor do Prémio Autor 2018

Um romance na Lisboa antes da Revolução.

Compre aqui